Um Leão por Dia

No reino animal o rei da selva é o leão. É ele quem domina todo território e manda em suas espécies.

 

O leão não é um gatinho que pode ser domesticado e levado para casa. Por mais que muitos consigam amansa-lo, ele não deixa de ser leão, sua natureza não muda.

Texto por Vitor Silva

 

Matar um leão por dia é difícil, mas em Cristo podemos vencer.

 

Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão.
2 Timóteo 4:17

Um leão por dia _ Devocional ADORAR e SERVIR (2)

 

Como vive o leão

O leão é um mamífero terrestre que tende a viver de dez a catorze anos na natureza e cerca de trinta anos em cativeiro.

 

O leão vive de dois modos: residente ou nômade. Na vida residente, vive cercado de leoas e seus filhotes, consequentemente se tornando o macho alfa sobre eles.

 

Todavia na vida nômade, ele vive em pares ou sozinho e não tem uma morada fixa. Sendo assim, ele varia sua moradia constantemente.

 

A alimentação do leão na natureza é carnívoro. E surpreendentemente as leoas tendem ser mais rápidas que o macho.

 

As fêmeas trabalham em grupo para conseguir alimentação e as dividem com os machos; já os machos não dividem seus alimentos. Com essa atitude o leão procura impor sua predominância sobre o reino animal.

 

O leão, Roma e a Igreja

Na Roma antiga o leão era usado como arma para matar pessoas na arena do Coliseu.

 

As vítimas eram postas no meio da arena e os soldados soltavam leões, afim de devorarem o indivíduo. No entanto essa mesma arena também era usada para teatros, simulações de batalhas e lutas de animais.

 

O império romano por anos perseguiu a igreja, chegando ao ponto de jogar cristãos na arena para serem mortos pelos leões.

 

A estratégia do império era deixar os animais com fome até o dia da condenação de ladrões, soldados desertores, escravos que não obedeciam seus senhores e cristãos.

A condenação a esse nível era chamada de “Dimnatio As Bestias”.

 

A perseguição dos cristãos e da igreja, não tinha base nas leis de Roma, ou seja, não se achavam culpa para acusá-los; os cristãos eram presos porque se recusavam a adorar deuses romanos ou participar de rituais pagãos. Com o crescimento do cristianismo e a propagação do evangelho, o número de cristãos mortos por leões aumentava.

 

Quando o cristianismo se tornou a maior religião em Roma, mais de dois mil cristãos morreram no Coliseu. A fúria de Roma contra a Igreja de Cristo se estendeu por muitos anos e foi um marco na história da humanidade.

Um leão por dia _ Devocional ADORAR e SERVIR (1)

Entrando na Cova

 

A mesma situação aconteceu no cativeiro babilônico, do reinado de Nabucodonosor. Na Babilônia haviam muitas formas de condenação além da prisão. Inclusive isso nos lembra dos três jovens que foram jogados dentro da fornalha ardente e a cova dos leões onde Daniel foi jogado.

 

Observo na palavra de Deus que podemos vencer os leões do dia-a-dia!

 

Inegavelmente o único modo de vencermos os leões é estarmos cheios de Deus. Lembro que Davi, o homem segundo o coração de Deus, ainda moço matou um urso e um leão.

 

Lembro também de Sansão que cheio de Deus matou um leão.

 

Conseguimos vencer todo e qualquer leão estando no centro da vontade de Deus.

 

Matar um leão por dia é difícil, mas em Cristo podemos vencer. Em Cristo somos mais fortes que o leão que tenta nos devorar. Também conseguimos vencer o diabo, que se faz de leão…

 

Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão bramando, buscando a quem possa tragar.
1 Pedro 5:8

Um leão por dia _ Devocional ADORAR e SERVIR

 

Bramando como um leão

 

Ser sóbrio nos dá a noção de não deixarmos o diabo confundir as nossas mentes; o diabo não é leão, ele só brame como um, ou seja, só faz barulho. Por isso temos que estar atentos e sóbrios, para que o bramido não nos engane.

 

Quando andamos em espírito, os nossos ouvidos carnais não são enganados.

Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.
Gálatas 5:16

 

A carne sempre estará contra o espírito, e o espírito contra a carne.

Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis.
Gálatas 5:17

 

Sem dúvida, Daniel era homem fiel e íntegro e escolheu não se contaminar em Babilônia. O jovem Daniel mesmo estando em um ambiente onde se adoravam outros deuses, não deixava a fé no Deus Verdadeiro e isso causava inveja nos presidentes da época.

 

Então tentavam achar culpa em Daniel, mas não encontravam. Daniel movido pelo espírito de Deus, orava três vezes ao dia como de costume e isso o fez ser jogado na cova dos leões.

 

O desespero e a confiança

 

Os leões estavam com fome, porém, Daniel não foi devorado. Inesperadamente Nabucodonosor, não conseguiu dormir a noite, enquanto Daniel estava dormindo tranquilamente, pois o anjo de Deus o guardou a noite inteira.

 

Porém eis uma pergunta:

Por que os leões não devoram Daniel?

 

Leão é carnívoro, porém Daniel já tinha abandonado a carne há muito tempo!
Daniel vivia em espírito!

 

Sabe por quê muitos estão sendo atacados pelos leões? Porque muitos estão vivendo na carne, e cheiro de carne atrai leão.

 

Pense nisso e lembre sempre:

 

Viva a sua vida para ADORAR e SERVIR a Deus!
Tamo Junto!  🤜🤛

Vitor Silva

Vitor Silva

Vitor Silva é um jovem paulista que tem ajudado diariamente milhares de pessoas à enfrentarem os dilemas da vida através de seu Instagram. Seus textos tem personalidade e unção. Siga o Vitor Silva no Instagram. Você vai gostar.

Seguir no Instagram